Cotações do arábica tem queda de mais de 300 pts nesta 3ª feira em NY com pressão do dólar

por Notícias Agrícolas:

Os futuros do café arábica na Bolsa de Nova York (ICE Futures US) fecharam a sessão desta terça-feira (06) com queda de mais de 300 pontos. O mercado externo do grão testou alta pela manhã, mas logo voltou para o lado vermelho da tabela com influência da valorização do dólar.

O vencimento dezembro/18 fechou o dia com queda de 360 pontos, a 113,50 cents/lb, e o março/19 recuou 315 pontos, cotado a 117,90 cents/lb. Já o contrato maio/19 registrou 120,60 cents/lb com baixa de 305 pontos e o julho/19 teve queda de 295 pontos, a 123,20 cents/lb.

Essa é a segunda sessão seguida de queda. O mercado externo chegou a testar acomodação pela manhã depois da forte queda na véspera. No entanto, com o passar do dia, o avanço do dólar ante o real voltou a pressionar as cotações da variedade.

"Os futuros caíram em ambos os mercados [Bolsa de Nova York e Londres] com ideias de ampla oferta e com o dólar norte-americano testando rally", disse o analista e vice-presidente da Price Futures Group, Jack Scoville. Apenas os vencimentos mais distantes estão acima de US$ 1,20/lb.

O dólar comercial fechou a sessão desta quarta-feira (06) com alta de 0,83%, cotado a R$ 3,7583 na venda, acompanhando as eleições parlamentares norte-americanas e o noticiário político doméstico. A moeda mais alta em relação ao real tende a encorajar as exportações.

"A configuração das Casas é importante para determinar o grau de dificuldade que terá Donald Trump nos seus últimos dois anos de mandato", disse para a Reuters internacional o operador de câmbio da Advanced Corretora Alessandro Faganello.

Mercado interno

Os negócios no mercado brasileiro ficaram mais lentos nos últimos dias. Na última sexta-feira (02), foi feriado de Finados no Brasil e as praças de comercialização não funcionaram. Agora, com as quedas externas, a liquidez deve seguir baixa.

"O mercado físico brasileiro permaneceu calmo... Os cafeicultores recusaram o valor das ofertas dos compradores", disse em boletim na última quinta-feira (1º) o Escritório Carvalhaes, com sede em Santos (SP).

O café tipo cereja descascado registrou maior valor de negociação em Poços de Caldas (MG) com saca a R$ 484,00 - estável. A maior oscilação no dia ocorreu em Varginha (MG) com recuo de 1,10% e saca a R$ 450,00.

O tipo 4/5 registrou maior valor de negociação em Franca (SP) com saca a R$ 455,00 e queda de 2,15%. Foi a maior oscilação no dia dentre as praças.

O tipo 6 duro anotou maior valor de negociação em Araguari (MG) (estável), Espírito Santo do Pinhal (SP) (estável), Franca (SP) (-2,17%) e Média Rio Grande do Sul (estável), ambas com saca a R$ 450,00. A maior oscilação no dia foi registrada em Franca (SP).

Na terça-feira (06), o Indicador CEPEA/ESALQ do arábica tipo 6, bebida dura para melhor, teve a saca de 60 kg cotada a R$ 447,45 e alta de 0,28%.

Comentários estão fechados.