Comercialização da safra 17/18 está atrasada em relação à temporada anterior mesmo com colheita avançada

por Reuters:

A comercialização da safra 2017/18 (julho/junho) de café do Brasil chegou a 34%, segundo estimativa da consultoria Safras & Mercado, mas está levemente atrasada em relação ao mesmo período do ano anterior ainda que a colheita esteja avançada no país. Mais de 85% da produção total prevista havia sido colhida até o dia 8 de agosto.

Levando em conta os dados divulgados nesta quinta da Safras, já foram comercializadas 17,13 milhões de sacas de 60 kg. No ano passado, as vendas da safra 2016/17 de café estavam em 37%. A comercialização nesta temporada, no entanto, está à frente da média dos últimos 5 anos, que é de 32%.

A Safras & Mercado estima a produção do Brasil nesta safra em 51,1 milhões de sacas e aponta que a colheita até o dia 8 de agosto estava em 86% do total, ou 43,92 milhões de sacas. Na semana anterior os trabalhos estavam em 80%. A colheita do arábica, especificamente, andou 8 pontos percentuais e a de conilon chega à reta final com 99% da safra.

O analista da Safras & Mercado, Gil Carlos Barabach, afirma que o clima seco favorece o avanço dos trabalhos, mas há temores com a produção. "Segue a preocupação dos produtores de arábica com a safra miúda e o percentual de broca em algumas regiões. As informações ainda estão um pouco desencontradas, mas as primeiras ideias dão conta de um potencial ajuste para baixo na safra no Sul e Cerrado de Minas, principalmente, tomando como base as projeções do começo da safra, que já contemplavam uma baixa por bienalidade", afirma.

Nenhum comentário ainda.

Deixe um comentário

Você deve ser Logado para deixar um comentário.