Bolsa de Nova York avança cerca de 200 pts na sessão desta 4ª em ajustes e com câmbio

por Notícias Agrícolas:

Os contratos futuros do café arábica na Bolsa de Nova York (ICE Futures US) tiveram recuperação técnica nesta quarta-feira (07). O mercado externo do grão avançou cerca de 200 pontos depois de fechar os últimos dias com forte queda. O câmbio também contribuiu para o avanço no dia.

O vencimento dezembro/18 ecerrou a sessão com alta de 235 pontos, a 115,60 cents/lb, e o março/19 avançou 180 pontos, cotado a 119,45 cents/lb. Já o contrato maio/19 registrou 122,30 cents/lb com ganhos de 185 pontos e o julho/19 teve valorização de 190 pontos, a 124,95 cents/lb.

O mercado do arábica testou recuperação nesta quarta-feira depois de recuar mais de 600 pontos no acumulado das duas últimas sessões. Apesar do ganho técnico, no entanto, os principais vencimentos do grão no terminal externo continuam abaixo de US$ 1,20 por libra-peso.

"Os futuros caíram ontem com ideias de grande oferta e com o dólar norte-americano testando rally", disse em relatório o analista e vice-presidente da Price Futures Group, Jack Scoville. Agora, ajustes são vistos. A desvalorização do dólar ante o real também deu suporte aos preços.

Às 16h27, o dólar comercial recuav 0,50%, cotado a R$ 3,740 na venda, acompanhando as movimentações das eleições da Câmara dos Deputados nos Estados Unidos. A moeda estrangeira mais baixa em relação ao real tende a desencorajar as exportações da commodity e dá às cotações.

"Com o Congresso dividido, Trump e o Senado republicano não serão capazes de fazer maiores mudanças legislativas sem aprovação dos democratas... Isso significa que as esperanças dos republicanos de uma segunda rodada de corte de impostos provavelmente morreu na água", noticiou Andrew Hunter, economista da Capital Economics. As informações são da Reuters.

Segundo informações de agências internaiconais de notícias, o mercado também segue acompanhando atentamente as informações sobre a safra brasileira. Os primeiros chumbinhos da temporada 2019/20 já aparecem nas lavouras, mas produtores já relatam temores com o pegamento.

Mercado interno

Desde a semana do feriado de Finados, o mercado brasileiro de café tem baixa liquidez. "Os negócios estão lentos no mercado doméstico de café arábica, visto que a forte oscilação das cotações externas da variedade mantém boa parte dos compradores e vendedores afastada do mercado", disse em nota o Cepea (Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada, da Esalq/USP)

O café tipo cereja descascado registrou maior valor de negociação em Franca (SP) com saca a R$ 480,00 - estável. A maior oscilação no dia ocorreu em Varginha (MG) com alta de 2,22% e saca a R$ 460,00.

O tipo 4/5 registrou maior valor de negociação em Franca (SP) com saca a R$ 455,00 - estável. A maior oscilação no dia dentre as praças ocorreu em Vergonha (MG) com alta de 2,27% e saca a R$ 450,00.

O tipo 6 duro anotou maior valor de negociação em Araguari (MG) (estável), Espírito Santo do Pinhal (SP) (estável), Franca (SP) (estável), Guaxupé (MG) (+ 1,58%) e Média Rio Grande do Sul (estável), ambas com saca a R$ 450,00. A maior oscilação no dia foi registrada em Varginha (MG) com alta de 2,30% e saca a R$ 445,00.

Na terça-feira (07), o Indicador CEPEA/ESALQ do arábica tipo 6, bebida dura para melhor, teve a saca de 60 kg cotada a R$ 445,56e queda de 0,42%.

Nenhum comentário ainda.

Deixe um comentário

Você deve ser Logado para deixar um comentário.