Relatório Project Café avalia mercado de café dos EUA em US$ 45,4 bilhões

POR EQUIPE CAFÉPOINT:

O relatório Project Café USA 2019, do Allegra World Coffee Portal, avaliou o mercado de cafés de marca dos Estados Unidos em US$ 45,4 bilhões, com 35.616 lojas. O Allegra disse que isso representa um crescimento anual de 3,8%.

O relatório, que apresenta dados coletados de mais de 5.000 pesquisas com consumidores e 50 consultas líderes do setor, prevê que o setor exceda 40.800 pontos de venda até 2023, representando uma taxa de crescimento anual composta de cinco anos de 2,8%.

O estudo também revela que os EUA continuam a liderar a inovação global do café através da qualidade e do desenvolvimento de produtos, com um crescimento anual saudável de 3,8% em um mercado competitivo.

Apesar do crescimento fraco de vendas comparável entre as principais cadeias de marca, quase 60% dos consumidores dos EUA visitaram uma cadeia de cafeterias de marca pelo menos uma vez por mês em 2018. Segundo o Allegra, isso indica que ainda há muitas oportunidades para as operadoras que possam melhorar sua proposta de valor ao cliente neste mercado competitivo.

O relatório descobriu que as três maiores cadeias focadas no café (Starbucks, Dunkin ’e Tim Hortons) abrangem 68,1% do mercado total de marcas. Com uma participação de 40,1% no mercado, o Allegra disse que a Starbucks ainda é, de longe, a maior marca.

No entanto, de acordo com o relatório, o nivelamento das vendas comparáveis entre as três principais cadeias de café de marca indica que o setor pode estar saturando, com todos os três enfatizando a qualidade para impulsionar as vendas.

O café especial continua influenciando os principais operadores e amplia as expectativas de qualidade, mesmo de redes de fast food e máquinas de venda automática. Foi observado que os líderes do setor percebem o crescimento do café especial como a maior tendência do mercado de cafés. Quase um quarto dos consumidores entrevistados cita a qualidade do café como o maior motivo para a visita repetida à cafeteria.

O relatório mostrou que o aumento dos custos trabalhistas, incluindo aumentos salariais mínimos específicos do estado e a alta rotatividade de pessoal, estão entre as maiores preocupações das operadoras. A competição por locais desejáveis também se intensificou no contexto de desaceleração do crescimento das vendas em comparação com 2017.

O Allegra disse que as operadoras devem combinar conveniência, qualidade do café e boa localização para manter a acessibilidade, com aplicativos de fidelidade, diversidade de produtos e uma proposta única de venda, fatores essenciais para o sucesso.

As informações são do http://gcrmag.com / Tradução Juliana Santin

Comentários estão fechados.