Relação entre Brasil e China é assunto em palestra durante a SIC

POR EQUIPE CAFÉPOINT:

A Semana Internacional do Café começou hoje. Maior feira do setor no País, conta com diversos eventos simultâneos, palestras e estandes, tudo voltado para o mercado cafeeiro.

No Grande Auditório, ocorreu uma palestra sobre o café como a bebida mais consumida do mundo. Nela participaram Flavia Barbosa, Vice-presidente do Cecafé; José Sette, Diretor Executivo da Organização Internacional do Café (OIC) e Angélica Salado, Analista Sênior de Pesquisa Euromonitor Internacional.

Segundo eles, podemos ser otimistas quanto ao mercado chinês, já que muitos enxergam uma possível expansão na exportação para o país. Porém, José Sette afirma que o crescimento no local é limitado, já que são produzidos apenas cerca de 2 milhões de sacas: "O que vemos é o aumento da exportação do café solúvel. É um mercado com números baixos e difícil de mensurar se irão consumir o café especial".

Já Angélica Salado acredita a cultura do chá ainda é muito forte entre os chineses. "Difícil mudar a proporção, já que o café não substituirá o chá", comenta.

Quando o assunto é o café robusta, Sette acredita no seu aumento por conta do café solúvel, mas crê que é uma produção que seguirá crescendo.

Sobre o consumo de cafés especiais, Angélica diz que os produtores vem aumentando a qualidade de seus produtos e que atualmente temos um consumidor que sabe sobre o café especial e busca por qualidade na xícara.

A Semana Internacional do Café acontece até sexta-feira, em Belo Horizonte (MG). Para mais informações sobre workshops e palestras, acesse o site da SIC.

Nenhum comentário ainda.

Deixe um comentário

Você deve ser Logado para deixar um comentário.