Alta Mogiana/ Qualidade

imagem_533

O café atravessou o mundo e hoje é uma das bebidas mais consumidas em diferentes continentes. Apresenta duas espécies botânicas distintas: a primeira a ARÁBICA (Coffea arabica) com as variedades: Catuaí, Catucaí, Mundo Novo, Rubi, Bourbon, entre outras; e a segunda espécie ROBUSTA (Coffea canephora) que produz cafés de qualidade e características gustativas inferiores ao do arábica. Servido tradicionalmente na versão quente, possui variações no consumo gelado ou em outras opções acrescidas de sabores e complementos.

A região da Alta Mogiana compreende mais de 450 mil hectares entre região nordeste do Estado de São Paulo e alguns municípios de Minas Gerais, dos quais 60 mil são dedicados à cafeicultura. O que a torna uma das mais tradicionais regiões produtoras de café do Brasil, conhecida mundialmente por oferecer um produto de qualidade excepcional. Hoje são aproximadamente 200 milhões de pés de café plantados que possuem uma produtividade média que supera 1 milhão de sacas de 60kg.

A região da Alta Mogiana produz CAFÉ ARÁBICA, com características de corpo e acidez equilibradas, tem excelente doçura natural e fragrância caramelizada. Esta variedade tem um teor de cafeína relativamente baixo (entre 0,9% e 1,5%). Os frutos são redondos, suaves, levemente amargos, de cor achocolatada, com crosta lisa e aroma intenso.

Estes resultados se devem pela característica da região onde a altitude varia entre 800 a 1.200 metros e a temperatura média anual é de 19,5ºC. A pluviosidade é outro fator que influencia bastante e o acumulado do ano fica em torno de 1.700 mm, concentrada principalmente no verão, alternado com períodos secos no inverno.

Há 30 anos a Cocapec atua nesta região e, através dos serviços oferecidos, auxilia os produtores a manter a marca registrada da Alta Mogiana, a produção de grãos de qualidade.